TRILHA NA QUINTILHA, MORRO INGLÊS E LAMAÇAL - 06/01/2007

No posto Cupim Cidade, às 08:30 h, estavam os Javalamas (Fabiano Meira, Fabiano, Mikoda, Rodrigo, Bonsenhor e César) preparados para um desafio, enfrentar as trilhas da Quintilha, Morro Inglês e Lamaçal, que estavam super encharcadas devidas as fortes chuvas que caíram durante toda semana. 

 

              Javalamas pousando para foto da largada                          César, fazendo piruetas nas pedras da Trilha do Valo

Bonsenhor: "Chegado na Trilha do Valo, localizada entre o Morro Inglês e Colônia Santa Cruz, sentimos que o dia não seria tão fácil. Tivemos vários enrroscos, mas com um empurrãozinho todos passaram pelos obstáculos. O primeiro a comprar um lote foi o Rodrigo (111), que de brinde veio uma pedra de algumas toneladas, risossss....  Concluímos a Trilha do Valo e a do Guapezeiro após 3 h de muita diversão."

 

             Fabiano Meira, superando a Trilha do Valo                               Rodrigo, caindo nas pedras da Trilha do Valo

Algumas horas depois, já na Quintilha, juntaram-se a nós o trilheiro Elias e o Álvaro, e após saborearem aquele delicioso almoço caseiro na Bar do Sr. Daniel, voltaram a registrar mais fotos, as quais foram interrompidas pelas fortes chuvas da manhã. O local escolhido foi a Trilha da Caixa D' Água, que por sinal estava super encharcada e por lá o trilheiro César e o Fabiano também assinaram as suas respectivas escrituram de compra de lotes.

 

          Fabiano, imaginando o tanto que deve acelerar                              César, subindo a Trilha da Caixa D' Água

César: "Acredito eu que os tombos da tarde estavam relacionados ao delicioso almoço que uns e outros acabaram ingerindo além da conta. Algumas horas depois é que eu consegui novamente equilibrar o corpo e a mente, voltando a acelerar forte com muita adrenalina na veia."

 

  Tombo do César na seqüência da Trilha da Caixa D' Água                 César, tentando subir a Trilha da Caixa D' Água

Fabiano: "Não sei o que aconteceu, eu acelerei e acelerei, mas ela não quis subir, chorosssss......Por alguns instantes cheguei a conversar com ela (Moto CRF 230), mas mesmo assim ela quis me entender...... Falando sério; acredito que com mais algumas trilhas já estarei bem mais preparado para encarar uma trilha tão molhada e pesada como esta."

 

Fabiano, levantando sua CRF-230 na Trilha da Caixa D' Água      Fabiano, pensativo e exausto na Trilha da Caixa D' Água

Bonsenhor: "Fabiano, é só andando nas trilhas que a gente começa a melhorar o posicionamento e equilíbrio. Você esta de parabéns pela sua determinação e persistência de ir até o fim. Já vi muitos desistirem em situações bem mais tranqüilas, assim sendo você foi considerado por todos o herói neste final de semana."

 

                      Elias, feliz da vida fazendo trilha                                   Álvaro, puxando Elias na Trilha da Caixa D' Água

Elias: "A companhia dos amigos e o excesso de lama foram os ingredientes para uma trilha tão deliciosa. Sem contar que para concluir-mos com chave de ouro fomos aceleram no lamaçal, onde a velocidade média chega a 50 km/h. Sem comentários, foi show de bola e um momento único que só quem esteve lá é que sentiu na pele e coração."

 

Bonsenhor, Mikoda e Fabiano Meira na Trilha  da Samambaia          Fabiano, tentando subir a Trilha das Menininhas.

Fabiano Meira: "Já nos finalmente do dia fomos até a trilha das menininhas e por lá tive um desafio que foi subir o morro pela direita. Primeiro tentei com a minha XTZ 125 e depois fui de CRF 230, emprestada pelo meu xará, mas nas duas tentativas acabei caindo no mesmo lugar. Amigos Javalamas, não foi desta vez. Comunico a todos que na próxima vez vou atropelar esse morro com a minha XTZ-125."

 

Quem somos l A diretoria l Fale conosco l Fala presidente l Natal no mato e ilhas
Campanha do agasalho l Trial e trialeiros l Motocross e pilotos l Trilhas e trialheiros
Pista do aeroparque l Pista do marreco l Calendário l Notícias
Classimotos l Galeria de fotos