Indaiatuba (SP) – Mais uma página foi escrita na história do motociclismo nacional

O domingo foi de muita adrenalina nas arquibancadas lotadas do Centro Educacional de Trânsito Honda, em Indaiatuba (SP), palco da etapa de abertura do Campeonato Brasileiro de Motocross. O grande destaque foi o retorno do piloto Jorge Negretti à modalidade. Ele ultrapassou o atual tricampeão Milton Becker “Chumbinho” nos últimos metros da bateria e levou o título da MX3.

Outro desfecho surpreendente foi a vitória do estreante da MX1 Wellington Garcia, que deixou o segundo lugar para o bicampeão João Paulino “Marronzinho”. Na MX2, o atual campeão Leandro Silva iniciou a temporada com vitória. Jean Carlo Ramos faturou a bateria da MXJr, categoria que está sendo disputada pela primeira vez no Brasileiro. As promessas do motocross também têm lugar garantido na competição: Gustavo Bonaventura foi o vencedor da 85cc e Gustavo Roratto, da 65cc.    

A próxima etapa do Brasileiro será realizada nos dias 24 e 25 de março em Coxim, Mato Grosso do Sul. A competição terá oito etapas no total, passando ainda pelos estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Rio de Janeiro. Confira o que disseram alguns dos campeões do dia:  

Jorge Negretti (MX3) – “Eu senti que dava para passar na última volta. Estou muito feliz, já que não corria pelo motocrros há sete anos. Isso mostra que eu continuo apaixonado pela modalidade. Confesso que não esperava esse resultado, meia volta a mais o Chumbinho me passaria novamente. Se der certo, correrei outras etapas, mas não o campeonato inteiro.”

Leandro Silva (MX2) – “Deu tudo certo, larguei bem e consegui administrar a vantagem, já que os outros pilotos me atacaram o tempo todo. Quero vencer as outras etapas para conseguir ter uma boa pontuação e ficar mais tranqüilo no final da temporada.”

Wellington Garcia (MX1) – “Foi muito difícil quando o Marronzinho encostou, achei que ele botaria pressão e me passaria, mas consegui manter o ritmo. Tive cabeça para administrar a corrida e terminar em primeiro. Vou tentar melhor ainda mais para a próxima corrida.”

MX3
1o – Jorge Negretti
2o – Milton Becker “Chumbinho”
3o – Rogério Nogueira
4o – Alexandro Valerim
5o – Ricardo Raspa

MX2
1o – Leandro Silva
2o – Marcello Ferreira de Lima “Ratinho”3o – Wellington Garcia
4o – Lucas Moraes
5o – Rodrigo Selhorst

65cc
1o – Gustavo Roratto
2o – Endrews Armstrong
3o – João Pedro Pinho
4o – Rodrigo Riffel
5o – Marcos Paulo Holtman

85cc
1o – Gustavo Bonaventura
2o – Marçal Muller
3o – Rodrigo Santos
4o – Everaldo Rodrigues
5o – Felipe Simões

MXJr
1o – Jean Carlo Ramos
2o – Gustavo do Amaral
3o – Mairon Mergener
4o – Deni Marques
5o – Eduardo Ferreira de Lima

MX1
1o – Wellington Garcia
2o – João Paulino “Marronzinho”
3o – Leandro Silva
4o – Rodrig o Selhorst
5o – Lucas Moraes